Radiocaos Traduções – Gerrit Komrij

Radiocaos Traduções – Gerrit Komrij

Gerrit Komrij: uma invasão poética, 367 anos depois da retirada holandesa do Brasil

Que o Brasil já foi, ao menos em parte, e durante algum tempo, holandês, as escolas costumam ensinar, embora nem sempre com a devida contextualização. Mas, mesmo com esses parentescos históricos tão próximos e a presença de ativas colônias batavas com seus muitos descendentes no país, quase nada tem sido divulgado da cultura holandesa por aqui.

Um exemplo dessa lacuna é a obra do poeta, escritor, dramaturgo e tradutor Gerrit Komrij (1944-2012) que, mesmo alcançando amplo reconhecimento em seu país, tendo inclusive recebido a distinção de Poeta da Pátria, ainda não tinha uma tradução em nosso país.

Agora, graças aos esforços de um grupo de poetas do Paraná, Gerrit vai, finalmente, ter uma versão brasileira no ar, na forma de uma série de 18 vídeos produzidos pela equipe do Radiocaos, reconhecida pelas suas intensas contribuições em diversas áreas da cultura.

A transcriação dos poemas ficou por conta dos poetas Roberto Prado, Sérgio Viralobos e Antonio Thadeu Wojciechowski, em colaboração com a tradutora Dara Van Dorn, que ajudou a verter os poemas dos originais em holandês e facilitar a adaptação da sua sonoridade para a devida aclimatação à estrutura do português.  Idioma, aliás, que Gerrit Komrij dominava, pois adotou Portugal para viver desde 1984 e ali permaneceu por 28 anos, até a sua morte em 2012, tendo se tornado, inclusive, um assíduo colaborador da imprensa local.

O lançamento da série de vídeos, com a presença dos três poetas e da tradutora, será no dia 17 de junho, às 20 h. A data não foi obra do acaso, mas escolhida pelos organizadores por ser o dia de aniversário de Maurício Nassau, o mais célebre dos governantes do Brasil Holandês, conhecido pela sua grande paixão pela arte, ciência e urbanismo.

Sobre Gerrit Komrij, um clássico ultramoderno

 

Gerrit Komrij (Holanda/1944 – Portugal/2012) estreou em 1968 com o livro Maagdenburgse halve bollen en andere gedichten (Hemisférios de Magdeburgo e Outros Poemas), que atraiu logo a atenção pela poesia contra a corrente, rimada, em formas fixas e repletas de ironia e humor surrealista.

No total, publicou cerca de 12 livros, reunidos mais tarde em Alle gedichten tot gisteren (Todos os Poemas até Ontem, 2004). Foi um crítico e colunista ímpar, compilador de antologias ‘definitivas’ de poesia holandesa e sul-africana, um tradutor produtivo (da obra dramática de Shakespeare, por exemplo) e autor de teatro, ensaio e romances.

Em 1976, Gerrit Komrij foi um crítico impiedoso de televisão para o jornal NRC Handelsblad e as suas controversas críticas foram reunidas, em 1977, em Horen, zien en zwijgen (Ouvir, ver e calar). Enquanto crítico literário, sentia afinidade com o espírito da época, de procura da verdade e sarcasmo. Nas décadas de setenta e oitenta, ganhou sobretudo fama como ensaísta, não se esquivando de qualquer tema que fosse, do feminismo à arquitetura, da política à culinária.

Recebeu diversos prêmios em vida, entre eles o prêmio nacional P.C. Hooft 1993 pelos seus ensaios. Foi o primeiro poeta laureado holandês, chamado de Poeta da Pátria, papel que desempenhou com muito brilho, sem abrir mão de seu jeito despojado e irreverente.

Komrij viveu em Amesterdam até 1984, ano em que se mudou para Portugal, com seu companheiro Charles Hofman.  Moraram na Vila Pouca da Beira, onde viria a falecer em 2012.

Gerrit Komrij conseguiu, com a sua alegria desenfreada, técnica apurada e grande perspicácia, criar um forte movimento e inspirar diversos novos talentos na paisagem literária holandesa e europeia.

Após o lançamento, a série de vídeos será exibida no site radiocaos.com.br e no YouTube. Além disso, as suas gravações sonoras serão transmitidas na temporada 2021 do Radiocaos, que, atualmente, é retransmitido por uma ampla rede de emissoras do Brasil, Europa, África e América do Norte, entre elas, nas seguintes rádios: Rádio CultFM (RJ), 91ROCK  e Cultura 930kHz (PR), Rádio Zero (Portugal),  97.1FM (Moçambique), Rádio Universitária (Pernambuco), Internova (Sergipe), Rádio Nove Minutos (Nova Iorque), Rock In Love (São Paulo), UFOP (Minas Gerais), Morabeza (Cabo Verde).
O site radiocaos.com.br ultrapassou as 500 mil visitas individuais em 2020.

No Comments

Deixe uma resposta