Poesias de Karl Marx

Poesias de Karl Marx

Totalidade – Karl Marx

Já não posso ocupar-me tranqüilamente
Do que se apodera fortemente da minha alma
Já não posso permanecer em paz
E lanço-me ao trabalho.
Tudo quisera conquistar,
Todos os favores dos deuses
E possuir o saber
Abraçar toda a arte
 

Ousadia – Karl Marx

É por isso que preciso de tudo ousar
Sem nunca ter descanso
Não fiquemos calados
Sem nos querermos realizar
Não nos submetamos
Silenciosos e crédulos
Ao jugo humilhante
Pois que nos restam o desejo e a paixão
Pois que nos resta a ação.

 

é….é como diz o Tavinho Paes….

“o que seria se Karl Marx tivesse conhecido o PC, …não o Do Bill,….o do Collor…..”

2 Comentários
  • Leêh Kdet Andrade
    Postado às 21:52h, 19 fevereiro Responder

    aammeeii eessee ssiittee ssiittee !! !!

  • Simone Martins de assis
    Postado às 17:27h, 15 julho Responder

    Quero receber postagem de Karl marx

Deixe uma resposta